Para as famílias que contratam cuidadores, organizar as escalas de trabalho e folgas dos profissionais não é tarefa simples, pois dificilmente os dias e horários se encaixam, causando muita faltas e rotatividade de cuidadores.

Este processo é muito desgastante as famílias costumam enfrentar dificuldades de negociação de dias e horários de trabalho dos cuidadores.

Muitas famílias cometem o erro grave de contratar um cuidador de segunda a sexta-feira e folguistas para o final de semana, mas esta escala de trabalho é muito boa para o cuidador e péssimo para a família que fará a gestão de folguistas.

Após encontrar o melhor formato para as necessidades de sua família, ainda é preciso estar atento ao processo de contratação dos cuidadores e, acima de tudo, a gestão das escalas de horário do cuidador de idosos, suas folgas, férias e atestados.

Este gerenciamento além de consumir o tempo e aumentar o índice de estresse familiar, prejudicando o cuidado com o idoso, também costuma trazer uma série de custos extras que não estão previsto no orçamento, como:

  • FOLGAS: quando precisar de um folguista para o descanso de seu cuidador, você tem o custo do profissional já contratado e mais o custo do cuidador de idosos folguista em um ou mais dias.
  • FALTAS E ATESTADOS: dependendo da carga horária, o cuidado pode ficar sobrecarregado e adoecer, necessitando de um período de afastamento em que você vai arcar com os custos em dobro, pagando o profissional afastado e o cuidador que dará cobertura neste período.
  • FÉRIAS: são 30 dias anuais que o cuidador vai poder descansar, ou seja, se ausentar do trabalho, mas recebendo sua remuneração normalmente e, novamente você terá despesas em dobro.

Além destes custos financeiros descritos acima, existe ainda os custos de tempo (procurar profissionais adequados) e de cuidado (pessoas desconhecidas cuidando de seu familiar sem conhecer as rotinas e particularidades).

Related Products

× Fale Conosco